Uma lição de vida


                                                      Capitulo quatro

--A então você quer que eu escolha, entre você e o bebe? – Perguntou Eloá tomada pela raiva-  se pra  ficar com você eu tenho que tirar meu bebe, então eu escolho ficar com meu filho, ele não tem culpa de nada, não tem culpa do pai que tem, um egoísta que só pensa e só quer o próprio bem, como pude me enganar tanto com você? – perguntou segurando as lagrimas – ontem você era o amor da minha vida, e hoje é um estranho, meus pais estavam certos esse tempo todo, você não presta.
 -- A agora só por que não quero assumir esse filho eu não presto, mas quando você saiu da casa de seus pais, foi atrás de mim que você veio, então não vem agora falar que não presto, e quer saber de uma, já tava me cansando de você mesmo, você não sabe fazer nada, a única coisa que faz bem é sex..—Bernardo foi interrompido com um tapa na cara – Sua vagabunda,  quero que você de um fora daqui, vou sair quando voltar não quero ti ver mais nessa casa, vou arrumar companhia melhor que a sua pra viajar comigo, quero ti ver na lama, enquanto eu vou estar la encima, adeus. E assim dizendo saiu.
Eloá pegou tudo que era seu e saiu da casa e da vida de Bernardo, ela estava arrasada, e desesperada, e agora o que iria fazer? Seu mundo desabou todos seus planos e sonhos foram por  água a baixo, não tinha pra onde ir, pensou na casa dos pais, mas pra la ela não iria voltar, era muito orgulhosa pra isso, tinha que se virar sozinha, ainda bem que tinha restado algum dinheiro que guardou quando ainda estava na casa dos pais, iria ficar em um hotel barato até arrumar um emprego, mas a onde arrumaria um? E agora estava grávida, como iria cuidar dessa criança sozinha, Será que conseguiria? Se hospedou em um hotel barato na zona sul de São Paulo,  o hotel ficava perto da faculdade e vários outros lugares onde poderia procurar emprego, só restava um mês de faculdade paga, se não conseguisse um emprego que desse pra se sustentar e pagar a mensalidade, teria que trancar a faculdade.
   Logo pela manhã ligou pra uma colega da faculdade, cujo o pai tinha um restaurante bem pertinho dali, quem sabe Alana conseguisse um emprego pra ela de garçonete. Discou o numero da amiga e esperou.
-- Oi Alana sou eu Eloá, queria ti pedir um favor muito grande.
-- Claro pode pedir amiga
-- Lembra quando me disse que no restaurante do seu pai eles estavam precisando de uma garçonete?
-- Lembro sim por quer?
-- Ah amiga eu não to mais com Bernardo, eu descobrir que to grávida e ele quis não saber de nada, não quis assumir a criança e ainda sugeriu que eu fizesse um abordo, e mandou escolher entre ele e o bebe.
-- Meu Deus que cafajeste, mas como você vai se virar agora que ta grávida? Porque não volta pra casa de seus pais, eles vão ti apóia Eloá
-- Eu sei Alana, mas eu quero provar pro meu pai que não sou nenhuma  inútil, eu quero provar que posso cuidar não só de mim, mas de uma criança, meu filho, por favor amiga me ajuda.
-- Tudo bem vou falar com meu pai hoje a noite e amanha ti dou a resposta, ta bom? Enquanto isso se cuidar amiga. Beijos
-- Ta bom, beijos
      Pronto agora era esperar, estava torcendo pra dar certo, e se desce poderia cuidar do seu bebe sem precisar pedir ajuda pros seus pais, e nem pra ninguém.  O dia passou e que nem percebeu, por volta das oito horas o celular tocou:
-- Alo?
-- Eloá, tenho uma ótima noticia, meu pai aceitou fazer uma entrevista com você amanhã  no restaurante, e se você passar o emprego é seu.
-- Serio!! Eu não acredito, muito obrigada Alana, e a que horas é a entrevista? – perguntou empolgada.
-- A entrevista em as 10 hrs, não se atrase viu
-- Claro que não vou me atrasar, esse emprego é a minha salvação.
-- Boa sorte então amanha, ah  sua mãe me ligou hoje
-- Minha mãe? E o que ela queria?
-- Ora o que ela queria, saber de você é obvio né!!
-- O que   você falou pra ela? Você não falou que eu to grávida né?
-- Lógico que não, isso quem tem de contar é você não eu. Eu disse que você tava bem, e que estava se adaptando a nova vida.
-- É melhor assim, não quero que eles saibam de nada agora. Se eu falar pra você que não sinto falta deles vou estar mentindo porque sinto muita falta, ta sendo difícil pra mim, mas eu tenho que provar pra eles e pra mim mesma de que sou capaz de fazer alguma coisa sozinha, sem precisar do dinheiro do meu pai, você me entende?
-- Claro que entendo, e admiro sua coragem amiga, e pode contar comigo  sempre.
-- Obrigada, sei que posso contar com você sim, e mas uma vez agradeço por ter falado com o seu pai, agora vou comer alguma coisa e dormir pra amanhã.
-- vai La, beijos e boa noite
-- Boa noite, beijo.
  Desligou um celular, comeu um macarrão instantâneo e foi dormir, A parti de amanhã sua vida iria mudar, estava sentindo, com sua força e alto estima renovada pegou no sono. 


  Oi meninas eai estão gostando?  espero que sim, meninas me sigam aqui no meu blog, vou amar ter vcs aqui comigo bjsssssssss. e até o próximo capitulo 
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigada por comentar, seu comentário sera publicado assim que for aprovado. Bjss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...