Aborto, o que causa!!

O aborto espontâneo é a perda de uma gravidez antes da 20ª semana. A maioria dos abortos espontâneos ocorre porque o feto não está se desenvolvendo normalmente. Contudo, como essas anormalidades são raramente compreendidas, muitas vezes é difícil determinar as causas de um aborto espontâneo.
O aborto espontâneo é a complicação mais comum da gravidez precoce. A frequência diminui com o aumento da idade gestacional. De 8 a 20% das gestações clinicamente reconhecidas com menos de 20 semanas de gestação sofrerão aborto, sendo 80% destes nas primeiras 12 semanas de gestação. Há ainda a perda do bebê sem que a mãe perceba, que totalizam entre 13 e 26% de todas as gestações – no entanto, esse número pode ser ainda maior, uma vez que muitas mães podem sofrer um aborto espontâneo antes de perceberem que estão grávidas.
O aborto é uma experiência relativamente comum - mas isso não faz com que seja fácil. Pode ser necessário suporte psicológico para superar a perda do bebê.

Genes ou cromossomos anormais

A maioria dos abortos espontâneos ocorre porque o feto não está se desenvolvendo normalmente. Problemas com genes ou cromossomas do bebê são erros que ocorrem por acaso conforme o embrião se divide e cresce – dificilmente são problemas herdados dos pais.
Exemplos de anormalidades incluem:
  • Não há formação de embriões
  • Óbito embrionário: o embrião está presente, mas parou de se desenvolver
  • Gravidez molar: ocorre quando um conjunto extra de cromossomos paternos ou maternos em um ovo fertilizado. Este erro transforma o que poderia se tornar normalmente a placenta em uma massa crescente de cistos. Esta é uma causa rara de perda da gravidez.

Causas

Condições de saúde materna

Em alguns casos, o estado de saúde da mãe pode levar ao aborto. Os exemplos incluem:
  • Diabetes não controlada
  • Infecções
  • Problemas hormonais
  • Problemas no útero ou colo do útero
  • Doenças da tireoide
  • Trombofilias.

O que não causa aborto

Atividades de rotina como estas não provocam um aborto espontâneo:
  • Exercícios
  • Relações sexuais
  • Sustos
  • Quedas da própria altura
  • Trabalho, desde que não haja exposição a produtos químicos ou radiação prejudiciais.

Sintomas de Aborto

A maioria dos abortos espontâneos ocorre antes da 12ª semana de gravidez, e a mulher pode não saber que sofreu um, quando este ocorrer nas primeiras seis semanas. No entanto, sinais e sintomas de um aborto espontâneo podem incluir:
  • Sangramento vaginal, com ou sem cólicas, que pode ocorrer muito cedo em sua gravidez, antes de você saber que está grávida, ou mais tarde, depois de ter conhecimento da gravidez
  • Leve a intensa dor lombar, dor abdominal ou cólicas, que podem ser constantes ou intermitentes
  • Um coágulo de sangue ou um jato de líquido claro ou rosa que passa pela vagina
  • Diminuição de sinais de gravidez, como a perda da sensibilidade da mama ou náuseas.
Tenha em mente que a maioria das mulheres que experimentam sangramento vaginal no primeiro trimestre tem gravidezes bem sucedidas.
Tipicamente, os sintomas de um aborto espontâneo tendem a piorar conforme ele progride. Pequenos sangramentos se transformam em um sangramento mais pesado; cólicas começam e se tornam mais fortes.
Fonte: Minha Vida
Comentários
9 Comentários

9 comentários :

  1. Ai deve ser muito dolorido, de partir o coração!! Já estive ao lado de pessoas que passaram por isso e foi triste!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Já passei por isso e é realmente horrível, além da dor física tem também a dor emocional que demora muito mais a passar... post muito explicativo, parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bela postagem. Serve de informação. Aborto é coisa séria. Beijos!
    www.rubiasolbakken.com

    ResponderExcluir
  4. Essa situação pode ocorrer com qualquer mulher, porém o difícil é a dor da mãe, o emocional, que fica muito abalado...
    Já li relatos de pessoas que abortaram, é muito triste e doloroso para a mãe. Difícil até de explicar...
    Muito bom o post.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Já tive um aborto espontâneo. Confesso que dói só de lembrar, eu seria mãe de três ao invés de dois. Mexe com o emocional, ficamos corroídas por dentro mas é bom lermos sobre isso. Assim aprendemos a ajudar mamães que já passaram por isso
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu tive receio nas duas gestações no primeiro trimestre, onde as chances são bem maiores. Graças a Deus correu tudo bem!

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
  7. Bom post, muitas mulheres não sabem a causa que pode ser problema de saúde ne bjo

    ResponderExcluir
  8. Ah que legal ler sobre esse tema aqui. Apresentei um seminário no meu curso sobre o mesmo assunto.
    parabéns ficou muito bem explicado.
    bjs.

    ResponderExcluir
  9. Eu morria de medo de acontecer o aborto na minha gestação
    Bjcas
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, seu comentário sera publicado assim que for aprovado. Bjss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...