Diabete gestacional

O que é Diabetes gestacional?

O diabetes gestacional é uma condição caracterizada por hiperglicemia (aumento dos níveis de glicose no sangue) que é reconhecida pela primeira vez durante agravidez. A condição ocorre em aproximadamente 4% de todas as gestações.
Geralmente, o diabetes gestacional se cura logo após o parto. Mas se você teve diabetes gestacional, você está em risco para o diabetes tipo 2. Dessa forma, é importante manter os cuidados e acompanhamento médico mesmo após ter o bebê.

Causas

Não se sabem ao certo por que o diabetes gestacional se desenvolve. Sabe-se que o diabetes normal acontece quando pâncreas não é capaz de produzir o hormônioinsulina em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo, ou porque este hormônio não é capaz de agir de maneira adequada (resistência à insulina). Seu corpo digere o alimento que você come para produzir açúcar (glicose) que entra em sua corrente sanguínea. A insulina promove a redução da glicemia ao permitir que o açúcar que está presente no sangue possa penetrar dentro das células, para ser utilizado como fonte de energia. Portanto, se houver falta desse hormônio, ou mesmo se ele não agir corretamente, haverá aumento de glicose no sangue e, consequentemente, o diabetes.
Durante a gravidez, a placenta, que liga o seu bebê para seu suprimento de sangue, produz altos níveis de vários hormônios. Quase todos eles prejudicam a ação da insulina nas células, aumentando o nível de açúcar no sangue. Dessa forma, uma elevação modesta de açúcar no sangue após as refeições é normal durante a gravidez.
Conforme seu bebê cresce, a placenta produz mais e mais hormônios que atuam no bloqueio de insulina. No diabetes gestacional, os hormônios placentários provocam um aumento do açúcar no sangue em um nível que pode afetar o crescimento e o bem-estar do bebê. O diabetes gestacional geralmente se desenvolve durante a segunda metade da gravidez.

Fatores de risco

Qualquer mulher pode desenvolver diabetes gestacional, mas algumas mulheres estão em maior risco. Fatores de risco para o diabetes gestacional são:
  • Idade superior a 25 anos
  • Histórico familiar de diabetes
  • Diabetes gestacional anterior
  • Bebês de gestações anteriores que nasceram com mais de 4 kg
  • Gestações anteriores com bebê natimorto inexplicável
  • Tolerância à glicose diminuída ou glicemia de jejum alterada (níveis de açúcar no sangue altos, mas não o suficiente para ser diabetes)
  • Aumento do líquido amniótico (uma condição chamada de polidrâmnio)
  • Excesso de peso antes da gravidez
  • Ganho excessivo de peso na gravidez
  • Raças negra, hispânica, indígena ou asiática.

Sintomas de Diabetes gestacional

O diabetes gestacional raramente causa sintomas. Dessa forma, é preciso fazer exames periódicos durante toda a gravidez, principalmente entre as semanas 24 e 28. É importante fazer esses exames uma vez que o açúcar elevado no sangue pode causar problemas para você e seu bebê.


    Às vezes, o diabetes gestacional pode causar sintomas. Veja:
    • Aumento da sede
    • O aumento da micção
    • O aumento da fome
    • Visão turva.
    No entanto, a própria gravidez causa essas sensações na maioria das mulheres, então isso nem sempre significa que a mulher tem diabetes. Converse com o médico se você tem esses sintomas e não deixe de fazer os exames pré-natais.

    Na consulta médica

    Na maioria dos casos, o diabetes gestacional é descoberto com exames de rotina durante a gravidez, como glicemia de jejum, curva glicêmica e hemoglobina glicada. Você também terá consultas pré-natais regulares mais frequentes para monitorar o curso da sua gravidez.
    Caso os resultados dos exames estejam alterados, é importante procurar ajuda médica. Aqui estão algumas informações para ajudar você a se preparar para sua nomeação e saber o que esperar do seu médico. Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:
    • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
    • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.
    O médico ou médica provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:
    • Você já experimentou aumento da sede ou micção excessiva? Se sim, quando é que estes sintomas começar? Com que frequência acontece?
    • Você já reparou outros sintomas incomuns?
    • Você tem um pai ou irmão diagnosticado com diabetes?
    • Você já esteve grávida antes? Você tem diabetes gestacional durante suas gestações anteriores?
    • Se você teve outros filhos, qual foi o peso de cada um deles no nascimento?
    • Você ganhou ou perdeu muito peso em qualquer momento em sua vida?
    Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para diabetes gestacional, algumas perguntas básicas incluem:
    • O que posso fazer para controlar a minha condição?
    • Você pode recomendar um nutricionista ou endocrinologista que pode me ajudar a planejar as refeições e um programa de exercícios?
    • O que vai determinar se eu preciso de medicação?
    • Quais os sintomas de alerta para procurar atendimento médico?
    • Há folhetos ou outros materiais impressos que posso levar comigo? Quais sites você recomenda?
    Não hesite em fazer outras perguntas.

    Diagnóstico de Diabetes gestacional

    O diabetes gestacional é geralmente diagnosticado entre a 24ª e 28ª semanas de gravidez, quando a resistência à insulina geralmente começa. Se você já teve diabetes gestacional antes ou tem alto risco para desenvolver o problema, pode fazer os exames antes da 13ª semana de gravidez. Alguns testes podem ser feitos para diagnosticar o diabetes gestacional:

    Curva glicêmica

    O exame de curva glicêmica mede a velocidade com que seu corpo absorve a glicose após a ingestão. O paciente ingere 75g de glicose e é feita a medida das quantidades da substância em seu sangue em jejum, uma hora e duas horas após a ingestão. Os valores de referência são:
    • Em jejum: abaixo de 92mg/dl
    • Após 1h: abaixo de 180mg/dl
    • Após 2 horas: abaixo de 153 mg/dl
    • Qualquer dosagem aleatória de glicêmia maior que 200 mg/dl já é diagnóstico de diabetes.
    Fonte: Tua Saude

    Comentários
    0 Comentários

    0 comentários :

    Postar um comentário

    Obrigada por comentar, seu comentário sera publicado assim que for aprovado. Bjss

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...