Corrimento na gravidez

Corrimento vaginal é o nome dado a qualquer secreção de líquidos pelo canal vaginal. O corrimento é uma situação muito comum e na maioria dos casos não indica qualquer problema ginecológico. Toda mulher a partir da puberdade pode apresentar algum grau de corrimento vaginal.

Imagem relacionada
O corrimento normal, que é aquele não relacionado a doenças ou inflamação ginecológica, é chamado de corrimento vaginal fisiológico. Quando a mulher tem uma doença ginecológica e o corrimento surge por conta deste problema, chamamos de corrimento vaginal patológico.
Neste artigo vamos nos ater apenas ao corrimento vaginal que ocorre nas mulheres grávidas, explicando como distinguir um corrimento fisiológico de um corrimento vaginal patológico.

CORRIMENTO VAGINAL NA GRAVIDEZ

O corrimento vaginal fisiológico é formado pela combinação de células mortas da vagina, bactérias naturais da flora vaginal e secreção de muco. O corrimento normal costuma ter entre 1 e 4 ml de volume diário e a sua função é umedecer, lubrificar e manter a vagina limpa, impedindo inflamações e dificultando o surgimento de infecções.
O corrimento vaginal fisiológico é estimulado pelo hormônio estrogênio e, portanto, pode ter seu volume aumentado em períodos onde há maior estimulação hormonal, como nos casos de gravidez. Outro fator que aumenta o volume de corrimento na gravidez é a maior aporte e sangue para região vaginal.
O corrimento vaginal normal costuma ser branco, leitoso ou transparente, espesso e com odor fraco. Uma das dicas mais importantes para identificar um corrimento fisiológico é a ausência de sinais ou sintomas de irritação, como dor, ardência, vermelhidão ou coceira na vagina e/ou vulva.
É importante destacar que uma discreta irritação na vulva pode ocorrer em algumas mulheres com corrimento fisiológico. Nestes casos, cabe ao obstetra, através de exames, descartar a presença de infecções.
O corrimento na gravidez costuma se intensificar conforme a gestação avança, sendo maior nos 2º e 3º trimestres de gestação. Em algumas mulheres, o corrimento pode ser bem volumoso, causando certo desconforto e constrangimento. Mesmo que o corrimento seja bem grande, não tente interrompê-lo e não use tampões internos, pois isso aumenta o risco de infecção ginecológica.
Dicas para evitar a contaminação do corrimento:
  • Use sabonetes neutros. Evite sabonetes perfumados ou bactericidas.
  • Durante a higiene, não é preciso lavar dentro da vagina.
  • Nunca faça ducha vaginal, mesmo após relação sexual.
  • Use calças largas ou saia.
  • Não use absorventes internos.
Mulheres grávidas podem apresentar outras secreções vaginais durante a gravidez além do corrimento fisiológico. Entre elas, estão a perda do tampão mucoso, sangramentos, rompimento da bolsa e corrimentos patológicos. É importante conhecer as caraterísticas de cada um para saber distingui-los.
FONTE: Petite Blog
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigada por comentar, seu comentário sera publicado assim que for aprovado. Bjss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...